Rotação de culturas e sua importância

ROTAÇÕES DE CULTURAS E A SUA IMPORTÂNCIA:

A rotação de culturas consiste no cultivo alternado e regular de plantas na mesma área ao longo do tempo.

A sua importância deve-se ao facto de melhorar as características físicas, químicas e biológicas do solo impedindo a “fadiga” do terreno e o esgotamento contínuo dos mesmos nutrientes

Vantagens:

  • aumenta o rendimento das culturas
  • auxilia no controle de plantas daninhas
  • reduz o risco de pragas e doenças
  • repõe a matéria orgânica
  • protege o solo dos agentes climatéricos

Rotação a 3 Anos:

1ºAno – Os Feijões e as Ervilhas absorvem o azoto do ar e fixam-no no solo através de certas bactérias presentes nas suas raízes. Ou seja, após a colheita destas leguminosas, deixar essas raízes no solo irá beneficiar a cultura seguinte.

  • ABÓBORAS
  • BERINGELAS
  • ERVILHAS
  • ERVILHAS DE CHEIRO
  • ERVILHAS DE QUEBRAR
  • FAVAS
  • FEIJÕES
  • FEIJÕES VERDES
  • MALAGUETAS
  • MILHO DOCE
  • PEPINOS
  • PIMENTOS
  • SOJA
  • QUIABOS
  • TOMATES

2ªAno – As Brássicas consomem muito azoto logo é excelente cultivá-las onde tinha os Feijões e as Ervilhas plantados.

  • BRÓCULOS
  • CALABRESA
  • COUVES
  • COUVE FLÔR
  • COUVE NABO
  • COUVE RÁBANO
  • RABANETES

3ªAno – Este grupo não necessita de muito azoto. Logo, o seu cultivo na zona em que colheu as Brássicas é o ideal, apesar destas terem esgotado os níveis de azoto do solo.

  • ACELGAS
  • AIPO
  • ALFACES
  • ALHOS
  • ALHO FRANCÊS
  • BATATAS
  • BATATAS DOCES
  • BETERRABAS
  • CEBOLAS
  • CENOURAS
  • CHALOTAS
  • CHICÓRIA
  • CHIRÍVIAS
  • ENDÍVIAS
  • ESPINAFRES
  • FUNCHO DE FLORENÇA

Exemplo de Rotação a 4 Anos:

Este conhecimento é importante quando se trabalha directamente na terra ou canteiros mas sem reposição sazonal de composto ou estrume; assim como trabalhando em monocultura. No caso da prática das técnicas de consociação entre plantas assim como compostagem e camas elevadas evita-se esta preocupação.

De uma forma mais simples, pode-se separar os vegetais produzidos pelo que consumimos: Folhas, Fruto ou raíz, e usar esta cábula para a rotação e para a consociação entre plantas. Genericamente esta separação gera boas consociação, pelo menos ao nível de exigências de nutrientes e forma de desenvolvimento no solo (tanto pela planta à superfície como pela forma e profundidade com que estabelece as suas raízes).

Imagens:

http://cidadedashortas.blogspot.pt/

http://cultivarbiodiversidade.wordpress.com/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s